sexta-feira, 8 de maio de 2015

As joias de Salvador Dali - com vídeos

Salvador Dalí i Domènech - Chalice of Life (O Cálice da Vida) – 1965 - 41,00 x 24,00 x 21,50 cm - 18 quilates de ouro amarelo. Diamantes de cor extravagante (amarelo), corte de diamante (redondo), de 2 a 3 mm de diâmetro, aproximadamente (na maçã do topo). Diamantes, corte de diamante (redondo) e 8/8 (o menor), de 1 a 3 mm de diâmetro, aproximadamente. Rubis naturais (corindo), misto de corte (redondo), de 1,5 a 3 mm de diâmetro, aproximadamente. Safiras naturais (corindo), misto de corte (redondo), de 1,5 a 3 mm de diâmetro, aproximadamente. Esmeraldas naturais (berilo), cortes de diversos tipos (redondos e em forma de pêra), de 1,5 a 6,5 milímetros, aproximadamente. Lápis-lazúli, blocos de formas irregulares, aplainado e polido, no pescoço e na base da peça. Com mecanismo de movimento e redutor que fazem as asas das borboletas moverem. © Salvador Dalí, Fundació Gala-Salvador Dalí, Figueres, 2014


As joias de Salvador Dali - com vídeos


Salvador Dali fez o design das peças sobre papel, detalhando as cores, materiais, etc. e enviou os desenhos para serem executados por um joalheiro em New York. Elas foram adquiridas por uma Fundação americana para serem emprestadas a várias organizações culturais e beneficientes, para angariarem fundos através de exposições. Depois a coleção foi adquirida por várias pessoas e entidades até serem vendidas para o museu Fundació Gala-Salvador Dali em Figueras, Espanha, onde se encontram hoje.
Os materiais nobres se combinam para formar lábios, corações, olhos, plantas, animais, símbolos religiosos e mitológicos, e formas antropomórficas. Salvador Dali, assim como Michelangelo e outros mestres da Renascença (que ele admirava) usou todos os idiomas da cultura moderna para desenvolver seu discurso artístico: pintura, escultura, arquitetura, teatro, cinema, literatura e joalheria.

Salvador Dalí disse destas joias: "Sem uma audiência, sem a presença de espectadores, essas jóias não iriam alcançar a função para a qual foram criadas. O espectador é, assim, o artista final. Seu olhar, o coração e a mente - com maior ou menor capacidade de entender a intenção do criador - imbuem as jóias com a vida".


Salvador Dalí i Domènech - The Persistence of Memory – 1949 - 7,80 x 6,80 x 2,10 cm - 18 quilates de ouro amarelo. Diamantes, corte de diamante (redondo), e 8/8 de 1,0 a 2,5 mm de diâmetro, aproximadamente. Pequenos pedaços de esmalte preto. Relógio com mecanismo Jaeger LeCoultre 426 © Salvador Dalí, Fundació Gala-Salvador Dalí, Figueres, 2014


Salvador Dalí i Domènech - The Honeycomb Heart (O Coração Colmeia) – 1949 - 7,00 x 6,00 x 2,00 cm - 8 quilates de ouro amarelo. No pino, 13-14 quilates de ouro amarelo. Diamantes (13), corte de diamante (redondo) e 8/8, de 1,5 a 3,0 mm de diâmetro, aproximadamente. Rubis naturais (corindo), redondas e ovais de 2,0 a 4,5 milímetros aproximadamente. © Salvador Dalí, Fundació Gala-Salvador Dalí, Figueres, 2014


Salvador Dalí i Domènech - The Living Flower (A Flor Viva) – 1959 - 39,00 x 25,20 x 21,50 cm - 18 quilates de ouro amarelo. Diamantes redondos e 8/8, de 1,0 a 4,0 mm de diâmetro, aproximadamente. Bloco malaquita com mecanismo de movimento e redutor que faz as flores se moverem. © Salvador Dalí, Fundació Gala-Salvador Dalí, Figueres, 2014


Salvador Dalí i Domènech - The Corset Ring (Anel Corsete) – 1949 - 2,50 x 2,40 x 2,30 cm - 18 quilates de ouro amarelo. Diamantes (17), 8/8 de corte, de 1,7-2,5 mm de diâmetro, aproximadamente. Pérolas (14), de 2,5 mm de diâmetro © Salvador Dalí, Fundació Gala-Salvador Dalí, Figueres, 2014


Salvador Dalí i Domènech – Ruby Lips (Lábios de Rubi) – 1949 - 3,20 x 4,80 x 1,50 cm - 18 quilates de ouro amarelo. Rubis naturais (corindo), corte misto (redondas e ovais), de 2,0 a 4,0 milímetros, aproximadamente. Pérolas (13), de 4,0 a 6,0 mm de diâmetro, aproximadamente. © Salvador Dalí, Fundació Gala-Salvador Dalí, Figueres, 2014


Salvador Dalí i Domènech - The Tree of Life Necklace (Colar A Árvore da Vida) – 1949 - 18 quilates de ouro amarelo. Diamantes (58), corte de diamante (redondo), de 2,5 a 3,5 mm de diâmetro, aproximadamente. Estrela safira Natural (corindo) (2), corte cabochão oval (de 7,7-8,5 mm de largura) © Salvador Dalí, Fundació Gala-Salvador Dalí, Figueres, 2014


Salvador Dalí i Domènech - The Eye of Time (O Olho do Tempo) – 1949 - 4,00 x 6,00 x 1,70 cm – Platina. Rubi Natural (corindo) (1), fragmentos arredondados de forma irregular, polidos. Diamantes, baguette corte (retangular), corte de diamante (redondo) e 8/8, de 0,5 a 3,5 mm de diâmetro, aproximadamente. Esmalte (no mostrador). Relógio com mecanismo Movado 50SP © Salvador Dalí, Fundació Gala-Salvador Dalí, Figueres, 2014


Salvador Dalí i Domènech - Tristan and Isolde – 1953 - 4,10 x 4,40 x 1,20 cm - 18 quilates de ouro amarelo. Platina; Diamantes (39), corte de diamante (redondo) e 8/8 (o menor), de 1,0 a 3,0 mm de diâmetro, aproximadamente. Almandine granada (1), cabochão triangular. © Salvador Dalí, Fundació Gala-Salvador Dalí, Figueres, 2014


Salvador Dalí i Domènech - The Royal Heart (O Coração Real) – 1953 - 13,20 x 7,80 x 2,70 cm - 18 quilates de ouro amarelo. Rubis naturais (corindo), corte misto (redondas e ovais), de 3,0 a 5,0 milímetros, aproximadamente. Pequenas pedras na coroa. Rubis naturais (corindo) (8). Safiras naturais (corindo) (4). Esmeraldas naturais (berilo) (4). Aquamarinhas (berilo) (4). Peridotos (2). Granadas hessonite (2). Ametista (quartzo) (1). Diamantes. Pérolas. Com mecanismo e redutor que faz o coração bater em movimento. Com motor Synchron, Modelo 610 110V 60 CY 3 W 75 RPM © Salvador Dalí, Fundació Gala-Salvador Dalí, Figueres, 2014

Assista o vídeo para ver o Coração Real pulsar:



Assista o vídeo para ver mais joias:



Texto escrito e/ou traduzido e/ou adaptado ©Arteeblog - não copie esse artigo sem autorização desse blog, mas compartilhe usando os ícones de compartilhamento para e-mail ou redes sociais.


Nenhum comentário:

Postar um comentário