sexta-feira, 1 de maio de 2015

A história do muguet, a flor de Maio e da sorte, com pinturas e antiguidades


A história do muguet, a flor de Maio e da sorte, com pinturas e antiguidades

Essa florzinha singela e perfumada tornou-se um símbolo do mês de maio, tempo de primavera na Europa. Contam que os Celtas festejavam o muguet no primeiro dia do mês de maio. Na idade média ela era colhida para festejar as noivas; na França do Renascimento, Charles IX recebeu um galhinho de muguet no primeiro de maio e instituiu o costume de oferecer muguets, nessa data, às damas da corte.

Em seguida, as costureiras, também na França, cultivavam a tradição de oferecer muguets às crianças no dia primeiro de maio, como porte-bonheur (símbolo de boa sorte) costume que foi incorporado pelos trabalhadores, que transformaram a singela flor em símbolo da festa do trabalho.

O muguet é uma planta das regiões temperadas ela cresce nos bosques, em locais protegidos da luz intensa, na Ásia na Europa e nos Estados Unidos e desabrocha no início da primavera. Ele simboliza a entrada da primavera no hemisfério norte.


As flores, que têm a forma de pequenos sinos, também são conhecidas como Lis de la Vallée (lírio do vale); elas exalam um perfume delicioso e são consideradas como símbolos de felicidade e da boa sorte. O Muguet é a flor símbolo da Finlândia. Na França e na Bélgica ele é oferecido aos familiares e aos amigos no dia 1 de Maio, “Dia do Trabalho”, com votos de felicidades e prosperidade, e simboliza também, na França, os 13 anos de casamento, as Bodas de muguet. Também é uma flor muito usada em buquês de noivas (casamento de Kate Middleton com o Príncipe William da Inglaterra, e no casamento de Grace Kelly com o Príncipe Rainier de Monaco).


Bouquet De Muguet Dans Un Vase - Suzanne Valadon - óleo sobre tela


“Muguet” - Jeffrey T. Larson



"Lilies Of The Valley" -  Edouard Panov


Albert Dürer Lucas - Lily of the Valley, 1888 - óleo sobre madeira


    

Colar “Muguet” – René Lalique – c. 1925 – em vidro opalescente verde e ouro

Broche "Muguet" - Peter Carl Fabergé - em ouro, esmalte e ametista Moscou, Russia 1899-1908





    

















Floreira com base em majolica (um tipo de cerâmica) - George Jones – Inglaterra, Século XIX

Prendedor de cabelo em chifre, ouro e esmalte - René Lalique - 1900 - Cleveland Museum of Art



Ovo de Páscoa "Lillies of the Valley" - Peter Carl Fabergé - 1898 – em ouro com diamantes, rubis, pérolas e esmalte



    

Ilustração Art Nouveau “Lily of the Valley” - E.Docker para Penhaligons

Cartão postal Art Nouveau


Cartão postal francês - 1904


Texto escrito e/ou traduzido e/ou adaptado ©Arteeblog - não copie esse artigo sem autorização desse blog, mas compartilhe usando os ícones de compartilhamento para e-mail ou redes sociais.



Nenhum comentário:

Postar um comentário