quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

A história da pintura “White House at Night” de Vincent Van Gogh


Vincent Van Gogh - White House at Night (Casa Branca à Noite), Auvers-sur-Oise, Junho de 1890 – óleo sobre tela – 59 x 72,5 cm - Hermitage Museum, Saint Petersburg, Russia


A história da pintura “White House at Night” de Vincent Van Gogh


Em maio de 1890, Vincent van Gogh chegou a Auvers-sur-Oise e fez uma série de pinturas com casas. O período Auvers começou com a esperança de uma nova vida e da recuperação de sua saúde. Este sentimento de esperança foi expresso nas pinturas feitas em maio.


Nas pinturas de junho, o tema da casa permaneceu no centro da atenção do artista, mas seu alcance emocional se expandiu muito (desde pressentimentos sombrios até conciliação). Como as emoções foram expressas pelo artista, não pelos próprios temas das pinturas, mas através da manipulação dos métodos de pintura, a estrutura de suas composições foi se alterando.

Nessa pintura, feita seis semanas antes de seu falecimento, uma qualidade congelada prevalece, e as linhas principais são horizontais e verticais estáveis. Elas são necessárias para desenhar uma casa, mas podem transformá-la em uma prisão. O artista dá muita atenção às janelas, os "olhos" de uma casa. Os salpicos vermelhos das janelas à direita são alarmantes. Van Gogh desenhou uma estrela, um sinal de destino, em momento de grande angústia. A pintura expressa a grande tensão psicológica sob a qual Van Gogh se encontrava.

Provavelmente Van Gogh pintou “Casa Branca à Noite” por volta das 20:00 horas, devido à posição da estrela na pintura. Os astrónomos Donald Olson e Russell Doescher, da Texas State University-San Marcos, calcularam que a estrela na pintura seja Vênus, que estava brilhando no céu noturno em junho de 1890. A casa é a mesma retratada na pintura “Blossoming Chestnut Tree”.


Vincent Van Gogh - Blossoming Chestnut Tree, Auvers-sur-Oise, Maio de 1890 – óleo sobre tela – 63 x 50,5 cm – Kröller-Müller Museum, Otterlo, Holanda


“White House at Night” tem uma história turbulenta. Foi exposta na Suíça várias vezes durante a década de 1920, mas no final dessa década, desapareceu na coleção particular do industrial alemão Otto Krebs. Muitas das aquisições desse industrial eram de um estilo que logo seria rotulado como "arte degenerada" pelos nazistas, o que contribuiu para que Krebs, que era discreto, mantivesse sua coleção secreta.


Vincent Van Gogh - Landscape with House and Ploughman, Saint-Rémy, Dezembro de 1889 – óleo sobre tela – 33 x 41,4 cm - Hermitage Museum, Saint Petersburg, Russia


Supostamente perdida após a Segunda Guerra Mundial, a pintura permaneceu nos arquivos do Hermitage Museum por cinquenta anos antes de ressurgir em 1995 como parte de uma exposição de obras de arte saqueadas pelos soviéticos no final da guerra. Outras três pinturas de Van Gogh da coleção de Krebs também foram expostas: “Landscape with House and Ploughman”, “Morning: Going out to Work (After Millet)”, e “Portrait of Madame Trabuc”.


Vincent van Gogh - Portrait de Madame Trabuc, Saint-Rémy, Setembro de 1889 – óleo sobre tela, sobre madeira – 63,7 x 48 cm - Hermitage Museum, Saint Petersburg, Russia


Vincent van Gogh - Morning, going out to Work (after Millet), Saint-Rémy, Janeiro de 1890 – óleo sobre tela – 73 x 92 cm - Hermitage Museum, Saint Petersburg, Russia


Vincent Willem van Gogh (Zundert, 30 de Março de 1853 — Auvers-sur-Oise, 29 de Julho de 1890) foi um pintor pós-impressionista holandês. Seu trabalho teve uma grande influência na arte do século 20. Sua produção inclui retratos, autorretratos, paisagens e naturezas-mortas de ciprestes, campos de trigo e girassóis. Ele completou muitas de suas obras mais conhecidas durante os dois últimos anos de sua vida. Em pouco mais de uma década, produziu mais de 2.100 obras de arte, incluindo 860 pinturas a óleo e mais de 1.300 aquarelas, desenhos, esboços e gravuras.


Texto escrito e/ou traduzido e/ou adaptado ©Arteeblog - não copie esse artigo sem autorização desse blog, mas por favor o compartilhe, usando os ícones de compartilhamento para e-mail ou redes sociais. Obrigada.



Nenhum comentário:

Postar um comentário