segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

A história da pintura “The Women of Amphissa” de Sir Lawrence Alma-Tadema

Sir Lawrence Alma-Tadema - The Women of Amphissa (As Mulheres de Amphissa), 1887 – óleo sobre madeira – 122,5 x 184,2 cm - Sterling and Francine Clark Art Institute - Williamstown, MA, USA


A história da pintura “The Women of Amphissa” de Sir Lawrence Alma-Tadema 


Essa pintura retrata uma história registrada pelo escritor grego do primeiro século, Plutarco: um grupo de bacantes de Phocis despertaram após uma noite celebrando os ritos de Bacus. Elas se encontram no mercado de Amphissa, uma cidade em guerra com Phocis. As mulheres da cidade guardam as foliãs adormecidas, protegendo-as de um possível ataque de soldados. Alma-Tadema retratou o amanhecer no mercado de Amphissa na manhã seguinte das festividades, com suas mulheres servindo comida, observando e cuidando das Bacantes exaustas, mesmo que aparentemente desaprovando suas festividades.


Sir Lawrence Alma-Tadema - The Women of Amphissa, 1887 – óleo sobre madeira – 122,5 x 184,2 cm - Sterling and Francine Clark Art Institute - Williamstown, MA, USA - detalhe


Os temas inerentes à pintura são a proteção, a feminilidade e a hospitalidade. Alma-Tadema dedicou muita atenção aos detalhes, chamando a atenção para as flores, água, comida, peles de animais, vasos, retratando a vasta quantidade de provisões e destacando a generosidade das mulheres de Amphissa. Os detalhes arquitetônicos também desempenham um papel importante. Visivelmente envolvidas pela robusta construção de pedra do mercado, as bacantes estão protegidas não apenas pelas mulheres que as cercam, mas também pela arquitetura. Alma-Tadema desenha um paralelo interessante entre a fila de mulheres de pé no centro da pintura e a linha de colunas emoldurando o lado direito. Com esta justaposição, o artista sugere a força dessas mulheres, que cercam as mulheres adormecidas com a mesma força que a estrutura vizinha.


Sir Lawrence Alma-Tadema - The Women of Amphissa, 1887 – óleo sobre madeira – 122,5 x 184,2 cm - Sterling and Francine Clark Art Institute - Williamstown, MA, USA


No centro da pintura, a mulher em destaque, olhando para nós, teve como modelo, a esposa do artista, Laura Therese Alma-Tadema, que também era pintora.


Laura Therese Alma-Tadema


Alma-Tadema retratou essa cena como uma lição de caridade para o público vitoriano. A pintura recebeu a Medalha de Ouro de Honra quando foi exposta na Exposição Universal de Paris em 1889.


Sir Lawrence Alma-Tadema - The Women of Amphissa, 1887 – óleo sobre madeira – 122,5 x 184,2 cm - Sterling and Francine Clark Art Institute - Williamstown, MA, USA - detalhe


Lawrence Alma-Tadema (Dronrijp, Noruega, 8 de janeiro de 1836 - Wiesbaden, 26 de junho de 1912) foi um dos mais proeminentes pintores e desenhistas do neoclassicismo europeu. Ao longo de sua vida, Alma-Tadema também adquiriu cidadania na Bélgica bem como no Reino Unido. Ao completar os seus sessenta e três anos de idade, em 1899, a Rainha Vitória concedeu a Alma-Tadema o título honorífico de Cavalheiro (Sir).

Esse blog possui mais um artigo sobre Sir Lawrence Alma-Tadema, com mais informações sobre ele. Clique sobre esse link para ver:



Texto escrito e/ou traduzido e/ou adaptado ©Arteeblog - não copie esse artigo sem autorização desse blog, mas por favor o compartilhe, usando os ícones de compartilhamento para e-mail ou redes sociais. Obrigada.


Nenhum comentário:

Postar um comentário