segunda-feira, 11 de julho de 2016

Análise de “Os Amantes” de Pablo Picasso

Pablo Picasso – The Lovers (Les Amoureux), 1923 – óleo sobre linho – 130.2 x 97.2 cm – National Gallery of Art, Washingtom, DC, USA



Análise de “Os Amantes” de Pablo Picasso

“Os Amantes” é uma pintura feita por Pablo Picasso durante o seu período neoclássico, em 1923, em Paris, França. No período após a agitação da I Guerra Mundial, vários artistas na Europa começaram a produzir obras em um estilo neoclássico. A imprensa fez o cubismo soar destrutivo no período durante e após a Primeira Guerra Mundial I. Isto levou a um "retorno à ordem", que era uma parte de uma reação "contra os excessos e originalidades violentas de movimentos pré-guerra como o cubismo, o expressionismo e primitivismo".

Picasso também visitou Pompéia e os museus de arte clássica em Nápoles e Roma durante a sua viagem à Itália em 1917 e o que viu afetou sua arte. Esta viagem e, em seguida, seu casamento com a bailarina russa Olga Kokhlova, que pertencia a uma classe social de elite, deram a Picasso inspiração para a pintura de temas clássicos, utilizando técnicas clássicas. “Os Amantes” retrata um relacionamento, um tema muito clássico, mostrando um jovem casal se abraçando.

Picasso utiliza várias técnicas artísticas para demonstrar a harmonia na pintura. O uso de linho, em vez de tela de lona, dá uma aparência mais suave e refinada à pintura. Picasso utilizou linhas suaves e contínuas nesta pintura, criando um efeito elegante. Há também uma ligeira ênfase nos contornos. Ele criou uma harmonia fluida na pintura utilizando pinceladas suaves. Picasso usou cores primárias nesta pintura incluindo vermelho, azul e amarelo. O casal tem cabelo castanho, o que é muito realista, mas sua cor de pele tem um branco acinzentado que lhes dá um aspecto escultural. As cores usadas não são saturadas, quase como em uma pintura afresco tradicional.

A pintura é dominada pelo casal e, ao contrário das obras cubistas de Picasso, seus corpos são proporcionais. A cabeça da mulher se inclina para o homem e o homem a abraça por trás, olhando para ela com muita atenção. Esta postura dos personagens nos dá uma sensação de afeto entre eles. Juntos, todos os detalhes da pintura criam uma sensação de harmonia e esse é um dos trabalhos mais conhecidos de Picasso de seu período neoclássico. O classicismo usa de pureza da linha e cor, com economia de meios, figuras ideais e uma atmosfera de nobreza e emoção contida. Picasso não imitou o classicismo, mas o aperfeiçoou em sua própria visão.


Pablo Diego José Francisco de Paula Juan Nepomuceno María de los Remedios Cipriano de la Santísima Trinidad Ruiz y Picasso, ou simplesmente Pablo Picasso (Málaga, 25 de outubro de 1881 — Mougins, 8 de abril de 1973), foi um pintor, escultor e desenhista espanhol. Foi reconhecidamente um dos mestres da arte do século XX. É considerado um dos artistas mais famosos e versáteis de todo o mundo, tendo criado mais de 20.000 trabalhos, não somente pinturas, mas também esculturas, cerâmica, gravura, desenho, cenários de teatro, usando, todos os tipos de materiais. Ele também é conhecido como um dos fundadores do Cubismo.


Esse blog tem mais artigos sobre Pablo Picasso. Clique sobre os links abaixo para ver alguns:








Texto escrito e/ou traduzido e/ou adaptado ©Arteeblog - não copie esse artigo sem autorização desse blog, mas por favor o compartilhe, usando os ícones de compartilhamento para e-mail ou redes sociais. Obrigada.


Nenhum comentário:

Postar um comentário