segunda-feira, 25 de abril de 2016

William Shakespeare e suas peças teatrais em pinturas e ilustrações

Frank Dicksee - Romeo And Juliet, 1884 – óleo sobre tela - Southampton City Art Gallery, Southampton, England


William Shakespeare e suas peças teatrais em pinturas e ilustrações


Martin Droeshout - The portrait of William Shakespeare, 1623

O retrato de William Shakespeare foi gravado por Martin Droeshout no frontispício para a página do título da coleção First Folio das peças de Shakespeare, publicado em 1623. É uma das duas únicas obras de arte definitivamente identificáveis como uma representação do poeta. A outra é a estátua erigida como seu monumento funerário na cidade natal de Shakespeare de Stratford-upon-Avon. Ambas são póstumas.


Ford Madox Brown - Romeo And Juliet, 1868-1871 – aquarela - 32.1 x 24.5 cm


William Hamilton - John Philip Kemble (1757–1823), como Richard em 'Richard III', 1788 – óleo sobre tela


Henry Fuseli – O Sonho da Rainha Katherine (de ‘Henry VIII’, Ato IV, Cena 2) – fragmento


Sir Joseph Noel Paton - The Quarrel of Oberon and Titania, de Sonho de Uma Noite de Verão, 1849


William Shakespeare (Stratford-upon-Avon, 23 de abril de 1564 — Stratford-upon-Avon, 23 de abril de 1616) foi um poeta, dramaturgo e ator inglês, tido como o maior escritor do idioma inglês e o mais influente dramaturgo do mundo. É chamado frequentemente de poeta nacional da Inglaterra e de "Bardo do Avon" (ou simplesmente The Bard, "O Bardo"). De suas obras, incluindo aquelas em colaboração, restaram até os dias de hoje 38 peças, 154 sonetos, dois longos poemas narrativos, e mais alguns versos esparsos, cujas autorias, no entanto, são ainda disputadas. Suas peças foram traduzidas para todas as principais línguas modernas e são mais encenadas que as de qualquer outro dramaturgo. Muitos de seus textos e temas, especialmente os do teatro, permanecem vivos até os nossos dias, sendo revisitados com frequência, no teatro, na televisão, no cinema e na literatura.


William Hamilton – Cena de 'As You Like It' – ilustração


John Singer Sargent - Ellen Terry as Lady Macbeth, 1889 - óleo sobre tela - 221 × 114.3 cm – Tate, London


William Blake - Oberon, Titania and Puck with Fairies Dancing de Sonho de Uma Noite de Verão, c. 1786 – aquarela e grafite sobre papel - 47.5 × 67.5 cm - Tate Britain


Edwin Landseer – Cena de Sonho de Uma Noite de Verão, Titania e Bottom, 1851


Sir John Everett Millais – Ophelia (de Hamlet), 1852 – óleo sobre tela - 76.2 cm × 111.8 cm – Tate Britain, London

Millais pintou Ophelia em duas fases distintas: primeiro ele pintou a paisagem, e depois a figura de Ophelia. Tendo encontrado um ambiente adequado, Millais permaneceu nas margens do rio Hogsmill em Ewell por até 11 horas por dia, seis dias por semana, ao longo de um período de cinco meses em 1851. Ophelia teve como modelo a artista e musa Elizabeth Siddal, de 19 anos de idade. Millais fez Siddal deitar completamente vestida em uma banheira cheia em seu estúdio em 7 Gower Street, em Londres. Como era inverno, ele colocou lâmpadas de óleo sob a banheira para aquecer a água, mas estava tão concentrado em seu trabalho que não reparou que as lamparinas se extinguiram. Como resultado, Siddal pegou um resfriado severo, e seu pai, mais tarde enviou a Millais uma carta exigindo £ 50 para despesas médicas. De acordo com o filho de Millais, ele acabou aceitando uma quantia menor.


John Simmons - Hermia e Lysander, Ato II, cena II de Sonho de Uma Noite de Verão, 1870


John Everett Millais - Ferdinand Lured by Ariel, Ato I, Cena II de A Tempestade


William Hamilton – Cena de A Tempestade, 1790 – ilustração 


Francesco Hayez - The Last Kiss Of Romeo And Juliet, 1823 – óleo sobre tela - 202 x 291 cm


Texto escrito e/ou traduzido e/ou adaptado ©Arteeblog - não copie esse artigo sem autorização desse blog, mas por favor o compartilhe, usando os ícones de compartilhamento para e-mail ou redes sociais. Obrigada.


Nenhum comentário:

Postar um comentário