segunda-feira, 15 de junho de 2015

Série Arteeblog: Arte e Cinema - Norman Rockwell, George Lucas e Steven Spielberg

Steven Spielberg

Série Arteeblog: Arte e Cinema - Norman Rockwell, George Lucas e Steven Spielberg



Como o trabalho de um amado artista americano ajudou a moldar o trabalho de dois dos maiores diretores de cinema de Hollywood: o trabalho de Norman Rockwell teve uma profunda influência sobre Steven Spielberg e George Lucas, começando quando eram meninos, inspirados por suas ilustrações das capas do jornal Saturday Evening Post. Rockwell era o artista americano por excelência de sua geração, criando cenas que capturavam momentos decisivos na vida. . . e sonhos do que está à frente. Eles são os cineastas americanos por excelência de sua geração, criando cenas que capturam momentos decisivos na vida. . . e sonhos do que está à frente. As coleções somam juntas mais de 50 obras.

George Lucas

Foi Lucas quem começou a colecionar Rockwell , que segundo ele, foi capaz de resumir uma história e fazer você querer ler a história, e realmente compreender quem eram as pessoas, quais os seus motivos, tudo em um pequeno quadro. Steven Spielberg, disse que não podia acreditar que alguém que ele conhecia tinha uma pintura a óleo pela mão deste grande ícone americano. Ele disse que então saiu e comprou um Rockwell maior!


Norman Rockwell – Shadow Artist – 1920 – óleo sobre tela – coleção George Lucas

"Shadow Artist" (Artista da Sombra) geralmente está pendurado no escritório de Lucas: "É o anfitrião, utilizando luz e movimento", disse ele, "que é onde começou a nossa indústria".


Norman Rockwell - Boy on High Dive - The Saturday Evening Post, August 16, 1947 – óleo sobre tela - 89 x 68,5 cm – coleção de Steven Spielberg

"Boy on a High Dive" (Garoto no Trampolim) geralmente está no escritório de Spielberg, que disse: “Este é o Rockwell que, cada vez que eu estou pronto para fazer um filme, para comprometer-me a dirigir um filme, sou eu, é o sentimento em meu estômago, antes de dizer "sim" a um filme. Porque cada filme é como olhar do alto de um trampolim de três metros".


Norman Rockwell - "Gary Cooper as the Texan" – 1930 – da coleção de Steven Spielberg

O próprio Rockwell era fascinado com filmes, passando um tempo em Hollywood, onde ele retratou Gary Cooper no local, para a tela "The Texan". E Rockwell, famoso por seu senso de humor, se deliciaria ao ver que um dos machões que ele pintou em 1935 tem uma notável semelhança com o personagem Indiana Jones, da colaboração Lucas-Spielberg de 1981, "Os Caçadores da Arca Perdida".


Norman Rockwell - The Flirts - The Saturday Evening Post, July 26, 1941- óleo sobre tela – 86,5 x 68,5 cm – coleção de Steven Spielberg

A pintura "The Flirts" de 1941 poderia ser um prelúdio para o filme '"American Graffiti" de Lucas, lançado 32 anos depois.


Norman Rockwell - Charwomen in Theater - The Saturday Evening Post, April 6, 1946 - carvão vegetal sobre papel -  101,6 x 79 cm – coleção de George Lucas

“Charwomen in Theater” mostra um momento de intimidade compartilhado entre duas mulheres mais velhas que trabalham de madrugada em um lugar que elas não podem freqüentar. George Lucas observou: "Para elas é mais do que apenas um trabalho. Elas estão interessadas no lugar onde elas trabalham. Você pode imaginá-las espiando e assistindo shows, observando os ensaios. Você pode imaginá-las se sentindo orgulhosas de trabalharem no teatro".
Rockwell compunha seus trabalhos da mesma maneira como um diretor de cinema configura uma filmagem, escolhendo os adereços, organizando a iluminação, até fazendo um teste com seus modelos, para se certificar de que eles iriam atuar nos papéis que deviam desempenhar em seus quadros".


Norman Rockwell - Movie Starlet and Reporters - The Saturday Evening Post, March 7, 1936 - óleo sobre tela - 89 x 81 cm - coleção de Steven Spielberg

“Movie Starlet and Reporters” já foi descrito como um retrato de Jean Harlow sendo entrevistada, mas a modelo foi provavelmente Mardee Hoff, a filha de outro artista das capas do Post. Hoff esperava entrar no cinema, e seu rosto era familiar, das revistas e anúncios de jornal. No dia em que a capa de Rockwell chegou às bancas, três empresas de cinema a procuraram, e dentro de duas semanas ela estava na Califórnia sob contrato com a Twentieth Century-Fox.


Norman Rockwelll - Boy Reading Adventure Story - The Saturday Evening Post, November 10, 1923 – óleo sobre tela - 76 x 61 cm – coleção de George Lucas

“Boy Reading Adventure Story” é sobre o poder  que a palavra escrita tem, para transportar uma criança para uma terra e tempo distantes. George Lucas comentou: "É uma pintura que celebra a literatura, a magia que acontece quando você lê uma história, e a história ganha vida para você". Ao trabalhar em Star Wars, ele disse, "Eu percebi que você ainda pode sentar e sonhar com terras exóticas e estranhas criaturas."

"Eu acho que ele deixou um legado que nunca será esquecido", disse Lucas. "Você sabe, muitos artistas têm uma tendência a pintar sem emoção, sem qualquer conexão com o público. E tanto Steve quanto eu somos emocionais e nós amamos nos conectar com o público".

Steven Allan Spielberg (Cincinnati, 18 de dezembro de 19461 ) é o diretor que mais tem filmes na lista dos 100 Melhores Filmes de Todos os Tempos, feita pelo American Film Institute. Ele é considerado um dos cineastas mais populares e influentes da história do cinema. Spielberg venceu o Oscar de Melhor Diretor duas vezes por Schindler's List e Saving Private Ryan, também venceu o Oscar de Melhor Filme por Schindler's List. Suas obras mais conhecidas são Jaws, Raiders of the Lost Ark, Indiana Jones and the Temple of Doom, Indiana Jones and the Last Crusade, E.T. the Extra-Terrestrial, Jurassic Park, Schindler's List, Saving Private Ryan, Catch Me If You Can, War of the Worlds e Lincoln. George Walton Lucas Jr., (Modesto, 14 de Maio de 1944) é um produtor cinematográfico, roteirista e cineasta, norte-americano. Lucas é mundialmente famoso pelas franquias Guerra nas Estrelas e Indiana Jones. Está entre as pessoas mais ricas e influentes do mundo.

Norman Rockwell (Nova Iorque, 3 de fevereiro de 1894 — Stockbridge, Massachusetts, 8 de novembro de 1978) era muito popular nos Estados Unidos, especialmente em razão das 323 capas da revista The Saturday Evening Post que realizou durante mais de quatro décadas, e das ilustrações de cenas da vida americana nas pequenas cidades. Pintou os retratos dos presidentes Eisenhower, John Kennedy, Lyndon Johnson e Richard Nixon, assim como de outras importantes figuras mundiais. Um de seus últimos trabalhos foi o retrato da cantora Judy Garland, em 1969.

Texto escrito e/ou traduzido e/ou adaptado ©Arteeblog - não copie esse artigo sem autorização desse blog, mas compartilhe usando os ícones de compartilhamento para e-mail ou redes sociais.


Nenhum comentário:

Postar um comentário