domingo, 28 de junho de 2015

A história de “A Painting Juri Session” de Henri Gervex

Henri Gervex ( 1852-1929) - A Painting Jury Session - 1885 – óleo sobre tela – 300 x 419 cm - Musée d'Orsay


A história de “A Painting Juri Session” de Henri Gervex


A pintura retrata a Sessão do Juri de Pintura no Salão de Artistas Franceses, em uma sala no primeiro andar do Palácio das Indústrias no Champs-Elysée, durante a Exposição Universal  de Paris em 1885.
Criado em 1699, o Salão foi, na segunda metade do século 19, a única exposição, tanto popular quanto institucional, que permitiu aos artistas divulgarem seus trabalhos. A “Sessão do Juri de Pintura” de Gervex mostra a importância do evento e a reação dos membros do júri na atribuição de prêmios, bem como a dos críticos de arte escrevendo para os jornais. Esta exposição refletia o gosto oficial, com várias pinturas adquiridas pelo Estado francês na sequência do Salão, para o Musée du Luxembourg, que foi dedicado à arte contemporânea do seu tempo.

Por muito tempo considerado como um lugar onde o Academismo foi promovido, o Salon de fato permitiu a confrontação de diversas experiências artísticas. Assim como alguns escolhiam temas da Antiguidade ou da Bíblia, outros artistas renovaram fórmulas tradicionais pelo seu estilo e composição, enquanto outros favoreciam eventos mais recentes ou contemporâneos.
Na verdade, o interesse pela vida moderna não se restringia ao pequeno círculo do avant-garde, como mostrado pelo sucesso obtido por retratos e cenas mundanas, o que constituia uma importante fonte de renda para os artistas famosos.

Personagens retratados:
Joseph Barrias Félix (1822-1907), Benjamin-Constant, né Jean Baptiste Benjamin Constant (1845-1901), Léon Bonnat (1833-1922), William Bouguereau (1825-1905), Charles Busson (1822-1908), Alexandre Cabanel (1823-1889), Carolus-Duran, né Charles Emile Auguste Durant (1837-1917), Jean-Charles Cazin (1841-1901), Fernand Cormon, né Ferdinand Anne Piestre (1845-1924), Edouard Detaille (1848-1912), Ernest Duez (1843-1896), Louis Français (1814-1897), Henri Gervex (1852-1929), Gustave Guillaumet (1840-1887), Antoine Guillemet (1841-1918), Henri Harpignies (1819-1916), Jean-Jacques Henner (1829-1905), Ferdinand Humbert (1842-1934), Jean-Paul Laurens (1838-1921), Eugène Lavieille (1820-1889), Jules Lefebvre (1836-1911), Hector Leroux (1829-1900), Evariste Vital Luminais (1822-1856), Albert Maignan (1845-1908), Alphonse de Neuville (1835-1885), Charles-Henri Pille (1844-1897), Alexandre Protais (1826-1890), Pierre Puvis de Chavannes (1824-1898), Alexandre Rapin (1839-1889), Tony Robert-Fleury (1837-1911), Alfred Roll (1846-1919), Antoine Vollon (1833-1900), Félix de Vuillefroy Cussini (1841-1916)
A identificação de Cabanel, Luminais Lavieille, Humbert e Cormon é incerta.

Henri Gervex (Paris 10 de dezembro de 1852 - 07 de junho de 1929) foi um pintor francês que estudou pintura com Alexandre Cabanel, Pierre-Nicolas Brisset e Eugène Fromentin. Seus primeiros trabalhos pertenciam quase exclusivamente ao gênero mitológico, que servia como desculpa para a pintura do nu, mas nem sempre de bom gosto. Gervex depois dedicou-se a representações da vida moderna. Ele foi encarregado de várias pinturas oficiais importantes e decoração de edifícios públicos, como o teto da Salle des Fêtes (salão de festas) no Hôtel de Ville, Paris, e os painéis decorativos pintados em conjunto com Emile-Henri Blanchon para a Mairie (prefeitura) do 19° Arrondissement, Paris.


Texto escrito e/ou traduzido e/ou adaptado ©Arteeblog - não copie esse artigo sem autorização desse blog, mas compartilhe usando os ícones de compartilhamento para e-mail ou redes sociais.


2 comentários:

  1. INTERESSANTÍSSIMO ! A NOMEADA DOS INTEGRANTES AJUDA NA PESQUISA DO PENSAMENTO DE ÉPOCA .

    ResponderExcluir