terça-feira, 26 de setembro de 2017

Pinturas de primavera

John William Waterhouse - Spring Spreads One Green Lap of Flowers, 1910 – óleo sobre tela – 106 x 77 cm – coleção particular


Pinturas de primavera


Vincent van Gogh - Banks of the Seine with the Pont de Clichy in the Spring, 1887 – óleo sobre tela – 48,3 x 57,1 cm - Dallas Museum of Art, USA


Sandro Botticelli – Primavera, c. 1482 – têmpera sobre madeira – 202 x 314 cm - Uffizi Gallery, Florence

Esse blog possui um artigo sobre essa pintura. Clique sobre o link abaixo para ver:



Alfons Mucha – Spring, 1896 – litogravura – 103 x 54 cm


Alfred Sisley - The Small Meadows in Spring, c. 1880 – óleo sobre tela – 54,3 x 73 cm – Tate Gallery, London, UK

Em 1880, dificuldades financeiras obrigaram Sisley a deixar Sèvres, nos subúrbios de Paris, para a região de Sena e Marne, a sudeste da cidade. Ele morou nesta área pelo resto de sua vida. A mudança marcou um ponto de virada na carreira do artista, e ele pintou a paisagem do rio com uma nova vitalidade e frescor de visão. Esta pintura retrata "Le Chemin des Petits Prés", o caminho arborizado que permeava a margem esquerda do Sena, ligando as aldeias de Veneux e By. Agora esse caminho foi substituído por uma calçada pavimentada. A aldeia visível na margem oposta é Champagne. A jovem, que foi identificada como a filha do artista, Jeanne, aparece como uma representação da primavera.


Henri Fantin-Latour - Spring Flowers, c. 1869 – óleo sobre tela – 33 x 40 cm – coleção particular


Édouard Manet - Spring (Jeanne Demarsy), 1881 – óleo sobre tela - 74 × 51.5 cm – The J. Paul Getty Museum, Los Angeles, CA

Esse blog possui um artigo sobre essa pintura. Clique sobre o link abaixo para ver:



Camille Pissarro - Place du Theatre-Francais, Spring, 1898 – óleo sobre tela – 65,5 x 81,5 cm – Hermitage Museum, Saint Petersburg, Russia


Claude Monet – Springtime, 1872 – óleo sobre tela – 50 x 65,5 cm – The Walters Art Museum, Baltimore, USA

Monet mudou-se para Argenteuil, uma cidade suburbana na margem direita do rio Sena a noroeste de Paris, no final de Dezembro de 1871. Muitos dos tipos de cenas que ele e os outros impressionistas favoreceram poderiam ser encontrados nesta pequena cidade, convenientemente conectada por trem com a vizinha Paris. Nesta pintura, Monet estava menos interessado em capturar uma semelhança do que em estudar como pinceladas em estado puro de cor poderiam sugerir o efeito da luz solar brilhante filtrada através das folhas. Durante o início da década de 1870, Monet frequentemente retratava vistas de seu jardim que incluíam sua esposa, Camille e seu filho, Jean. No entanto, quando exposta na Segunda Exposição Impressionista em 1876, esta pintura foi intitulada mais genericamente, "Mulher Lendo".


Sir Lawrence Alma-Tadema - Primavera Flora nos Jardins da Villa Borghese (Flora Spring in the Gardens of the Villa Borghese) - 1877 – aquarela

Esse blog possui um artigo sobre essa pintura e demais pinturas de primavera desse artista. Clique sobre o link abaixo para ver:



Childe Hassam - A Spring Morning, c. 1891 – 1892 – óleo sobre tela – 69,8 x 50,8 cm – coleção particular


Paul Cézanne, The Four Seasons, Spring (Primavera), 1860-61 - pintura de parede, destacada e montada sobre tela - 124 x 38 cm - Musée de la Ville de Paris

Esse blog possui um artigo sobre essa pintura e sua série. Clique sobre o link abaixo para ver:



Alphonse Mucha - Spirit of Spring, 1894 – óleo sobre tela – 41 x 66 cm – coleção particular


James Tissot – Spring, 1865 – óleo sobre tela – 127 x 91,4 cm – coleção particular


Pierre-Auguste Renoir - Spring Bouquet, 1866 – óleo sobre tela – 104,8 x 80,3 cm – Fogg Art Museum, Harvard University, Cambridge, Massachusetts, USA

Para muitos artistas franceses durante a década de 1860, a natureza morta floral persistia como um teste de habilidade puramente pictórica. Este buquê exuberante em um vaso japonês do início da carreira de Renoir, atesta o envolvimento do artista com as tradições históricas da arte do passado. Ele aborda a nobre prática holandesa da natureza morta através da grande escala de sua tela, enquanto sua atenção às texturas e cores do arranjo evoca o trabalho de pintores franceses do século XVIII como Antoine Watteau e François Boucher, artistas que estudou quando era um adolescente, enquanto trabalhava como pintor de porcelana. A pintura também demonstra o desenvolvimento de Renoir como artista. Em vez de aplicar a tinta com uma faca de paleta (uma técnica que emprestou de artistas como Courbet), Renoir adotou um traço mais livre e mais fino usando apenas um pincel.


Marc Chagall – Le Printemps, 1938 – litogravura – 35,5 x 26,5 cm


Franz Xaver Winterhalter – Spring, c. 1850 – 1859 – óleo sobre tela – 116 x 89,5 cm – coleção particular


Louis Comfort Tiffany - The Blossoms of Spring (Flora and Spring), 1887-1898 – óleo sobre tela – 168,9 x 256,4 cm – Charles Hosmer Morse Museum of American Art, Winter Park, USA

Esse blog possui um artigo sobre essa pintura e artista. Clique sobre o link abaixo para ver:



William-Adolphe Bouguereau - Songs of Spring, 1889 – óleo sobre tela - 99.7 x 148.6 cm – coleção particular


René Magritte - Le Printemps, c. 1965 – óleo sobre tela – 46 x 55 cm – coleção particular


Texto escrito e/ou traduzido e/ou adaptado ©Arteeblog - não copie esse artigo sem autorização desse blog, mas por favor o compartilhe, usando os ícones de compartilhamento para e-mail ou redes sociais. Obrigada.


Nenhum comentário:

Postar um comentário