quarta-feira, 11 de março de 2015

“Os Portões do Paraíso” - Lorenzo Ghiberti - 1425-52 (com vídeo)

Gates of Paradise on the East door of Baptistry - Lorenzo Ghiberti - 1425-52 – bronze dourado - 5,20 metros de altura por 3,10 de largura e 11 centímetros de espessura - Museo delle Opere del Duomo, Florence


“Os Portões do Paraíso” - Lorenzo Ghiberti - 1425-52 - assista um vídeo ao final do artigo




No inverno de 1400-1401, Lorenzo Ghiberti participou no concurso para projetar um novo conjunto de portas de bronze para o Batistério de San Giovanni. A construção da cúpula tinha começado, mas não seria concluída estruturalmente até 1436 com o plano de engenharia do difícil Filippo Brunelleschi, frequente rival de Ghiberti.


    
1. Adão e Eva 2. Caim e Abel 3. Noé 4. Abraão 5. Isaac com Esaú e Jacó 6. Joseph 7. Moisés 8. Joshua 9. David 10. Salomão e a Rainha de Sabá

Ghiberti ganhou a concorrência para as portas. Apesar de muitas encomendas na Florença renascentista serem determinadas através de concurso, Ghiberti recebeu a encomenda de um segundo conjunto de portas sem precisa participar de um concurso. Este segundo conjunto de portas, concluído em 1452 (depois de 21 anos de trabalho), foi apelidado "The Gates of Paradise" (Os Portões do Paraíso) por Michelangelo, que não era conhecido por elogiar facilmente. Ghiberti disse que suas portas foram feitas "com a maior diligência e grande amor, a obra mais singular que eu já fiz".


 

Genesis: Criação de Adão (Tentação ao fundo).  Criação de Eva: Parte da figura de Eva pode ser vista na parte superior deste painel. Figuras de Adão e Eva ocupam a borda superior


                                     
  Caim e Abel: na distância os irmãos oferecem seus sacrifícios e um pouco mais perto, Caim mata Abel. Na posição intermediária Abel é visto com seu cão observando seus rebanhos. Em primeiro plano Caim usa o arado e à direita recebe a sentença de D´us


Noé: animais que saem da Arca. Em primeiro plano está a vergonha de Noé (embriaguez) e à direita o seu sacrifício

O Batistério, construído cerca de 1050, tem um plano central, com oito lados e três portas, ao leste, norte e sul. As portas ao sul, terminadas em 1330 por Andrea Pisano, têm quadrifólios com oito Virtudes sentadas e 20 cenas da vida de João Batista (O batistério é dedicado a ele, como muitos foram). Ghiberti projetou as portas ao norte em 1404-1424, usando o mesmo formato quadrifólio como Pisano e com o mesmo número de relevos - 28. Seu segundo conjunto de portas, o chamado “Gates of Paradise”, no entanto, têm painéis muito maiores e um formato quadrado, em vez do quatrefoil medieval. Assim elas podem acomodar várias cenas relativas a um herói do Velho Testamento e usar muitas figuras (mais de uma centena em alguns painéis) e extensos detalhes. Estas portas retratam acontecimentos desde a criação até o reinado de Salomão.


Abraham: Anjos anunciando que Sarah dará à luz um filho. O Sacrifício de Isaac




Isaac: em primeiro plano estão as mulheres que assistiram no nascimento de Jacó e Esaú, com Rebecca em trabalho de parto na posição intermediária. Também em primeiro plano estão Isaac enviando Esaú à caça e à direita Jacob recebendo a bênção de Isaac, com uma bela Rebecca clássica, e o conspirador, por perto. No fundo Esaú é visto em baixo relevo, caçando e no telhado Rebecca está ouvindo a advertência de D´us sobre o conflito final entre seus dois filhos que ainda não nasceram



Em "A História de José" é retratado o esquema narrativo de Joseph lançado ao poço por seus irmãos, Joseph vendido aos comerciantes, os comerciantes entregando Joseph ao Faraó, Joseph Interpretando o sonho do Faraó, o Faraó pagando-lhe com honra, Jacob enviando seus filhos ao Egito e Joseph reconhecendo seus irmãos e voltando para casa. Este painel foi o mais difícil de executar e também o mais bonito





Moisés: Filhas de Israel. Recebendo as Tábuas da Lei


As portas são compostas por 10 painéis retangulares, dispostos em duas colunas. Eles retratam cenas do Antigo Testamento da esquerda para a direita e de cima para baixo. Em cada painel, Ghiberti descreveu mais de uma cena, portanto existem mais de cinquenta cenas descritas. Ao redor de toda a moldura dourada e ricamente decorada das portas, Ghiberti adicionou 24 pequenos bustos de bronze, de florentinos célebres. Os dois bustos centrais são retratos do artista e de seu pai, Bartolomeo Ghiberti.




Joshua. Joshua em carruagem precedida pela arca da aliança. As Pedras. O fundo com a cidade de Jericó e os sacerdotes com trombetas

  
Executado na técnica de cera perdida (relievo schiacciato), Ghiberti quase pintou em escultura.
Ghiberti usou o método narrativo medieval de combinar várias histórias dentro de um quadro, mas os relevos também mostram a influência da escultura clássica no estilo das figura e poses de alguns personagens, a influência da arquitetura clássica nos edifícios retratados, e a influência do realismo renascentista nos gestos e movimentos de suas figuras.




David. Golias caído - David está em processo de cortar a cabeça de Golias com sua própria espada grande. Parte da figura de Noé pode ser vista na borda inferior

Os dez painéis descrevem cenas do Antigo Testamento, desde a Criação até Salomão, sendo: Adão e Eva, Caim e Abel, Noé, Abraão, Jacó e Esaú, José, Moisés, Josué, Davi e Salomão e Sheba. Eles são conhecidos por sua vívida ilusão de espaço profundo em relevo, que veio a partir da construção da perspectiva com base em uma teoria matemática da representação do espaço tridimensional em um plano bidimensional, uma teoria emprestada de Brunelleschi. Essas portas têm figuras com partes de seus corpos projetados a partir do fundo, bem como detalhes em relevo muito raso. A profundidade é representada através da perspectiva linear de um ponto, perspectiva aérea ou atmosférica, e as figuras em recuo progressivo de tamanhos, como se elas recuassem na distância. As portas não são apenas bonitas, mas são também uma maravilha técnica.



  Salomão: Salomão e a Rainha de Sabá


                       
  


   
Detalhes fronteiriços: à esquerda - Jonas e Hannah. centro e detalhe: auto-retrato de Ghiberti

Ghiberti foi um artista popular em seu tempo. Seu trabalho era bonito e apelou para um público amplo. Ghiberti também era conhecido por sua capacidade de trabalhar bem com os outros, uma habilidade útil na Florença renascentista. Os artistas trabalhavam sob patrocínio e sob encomendas, por isso, apesar de todo o gênio que possuíssem, eles estavam sempre respondendo a outra pessoa. Ghiberti era bom de charme e manipulação de seus clientes, o que foi particularmente útil para ele que quase nunca cumpria um prazo. Além disso, ele tinha o controle sobre sua oficina. Seus assistentes incluíam Donatello, Paolo Uccello, e Michelozzo. Os artistas raramente trabalhavam sós, muitos deles tinham assistentes e colaboradores. Os dois conjuntos de portas de bronze de Ghiberti apresentam uma unicidade e coerência, os historiadores de arte têm tido dificuldade em discernir conjuntos individuais de mãos na obra.
Os "Gates of Paradise" situados no Batistério são uma cópia dos originais, substituídos em 1990 para preservar os painéis depois de mais de 500 anos de exposição e danos. Para proteger os painéis originais para o futuro, eles estão sendo restaurados e mantidos em um ambiente seco no Museo dell'Opera del Duomo, o museu de arte e escultura do Duomo em Florença. Alguns dos painéis originais estão em exposição no museu, os demais estão sendo restaurados e limpos.

Assista o vídeo:



Texto escrito e/ou traduzido e/ou adaptado ©Arteeblog - não copie esse artigo sem autorização desse blog, mas compartilhe usando os ícones de compartilhamento para e-mail ou redes sociais.


2 comentários: