quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

August Macke, um artista expressionista, uma obra colorida

August Macke – “Promenade” – 1913 – óleo sobre cartão - 51 x 57 cm

August Macke, um artista expressionista, uma obra colorida


August Macke - Self-Portrait with Hat - 1909


August Macke com a esposa Elisabeth e o filho Walther em 1911


August Macke nasceu dia 3 de janeiro de 1887 e foi um pintor expressionista alemão. Ele deixou uma coleção de mais de 500 pinturas que descrevem cenas do cotidiano. Foi influenciado em seu trabalho artístico com as cores do Norte de África, para onde viajou, e pelo encontro com pintores fauvistas, tais como Marc, Delaunay ou Matisse. Ele também foi influenciado pelo cubismo, mas será para sempre relacionado ao expressionismo alemão.


August Macke – “A Stroll on the Bridge” – 1908


August Macke – “Turkish Café (II)” – 1914 – 60 x 35 cm


Em Paris, onde esteve pela primeira vez em 1907, Macke pôde conhecer a obra dos impressionistas e logo depois mudou-se para Berlim, onde passou alguns meses no estúdio de Lovis Corinth. Seu estilo formou-se à maneira do impressionismo francês e do pós-impressionismo. Posteriormente atravessou um período fauve.


August Macke – “Lady in a Green Jacket” – 1913 - Museum Ludwig, Cologne, Germany


August Macke – “Terrace of the country house in St. Germain” – 1914 – aquarela – 28 x 22 cm


Em 1909 casou-se com Elizabeth Gerhardt. Em 1910, graças à amizade com Franz Marc, Macke encontrou Kandinsky e, por um curto período, compartilhou da estética não-objetual e dos interesses místicos e simbólicos do grupo Der Blaue Reiter.


August Macke – “Portrait of the artist's wife with a hat” - 1909


August Macke – “Franz Marc and Maria in the studio” - 1912


O encontro com Robert Delaunay em Paris, no ano de 1912, representou para Macke uma espécie de revelação. O cubismo cromático de Delaunay, que Apollinaire havia definido como orfismo, influenciou a produção do artista dali em diante. Suas “Vitrines” podem ser consideradas como interpretações pessoais das "Janelas" de Delaunay, combinadas com a simultaneidade de imagens que se encontra no Futurismo italiano.


August Macke – “Fashion Shop” - 1914


August Macke – “Mit gelber Jacke” – 1913 – aquarela - 29.5 × 44.5 cm - Ulmer Museum


A atmosfera exótica da Tunísia, onde Macke esteve em 1914 com Paul Klee e Louis Moilliet, foi fundamental para a criação da abordagem luminista do seu período final durante o qual produziu uma série de trabalhos atualmente considerados como obras-primas.


August Macke – “Two Women and a Man on an Avenue” - 1914


August Macke –“Afternoon in the Garden” - 1913


A obra de August Macke pode ser considerada como expressionismo (em seu florescimento original alemão entre 1905 e 1925), e também como parte do fauvismo. As pinturas concentram-se primeiramente em expressar sentimentos e estados de espírito ao invés de reproduzir a realidade objetiva, geralmente distorcendo a cor e forma.


August Macke – "The Couple at a Garden Table" – 1914 – óleo sobre tela


A carreira de Macke foi bruscamente interrompida por sua morte prematura aos 27 anos, em combate, na Primeira Guerra Mundial na frente de combate em Champagne, na França, em 26 de setembro de 1914. Sua pintura final, “Adeus”, descreve a melancolia que se estabeleceu após a eclosão da guerra. Este também foi o mesmo ano em que ele pintou o famoso quadro, “Türkisches Café” em München (1914).


August Macke – “Farewell (Adeus)” – 1914 – óleo sobre cartão – 101 x 130 cm - Museum Ludwig, Cologne, Germany  


Assista o vídeo:



Texto escrito e/ou traduzido e/ou adaptado ©Arteeblog - não copie esse artigo sem autorização desse blog, mas compartilhe usando os ícones de compartilhamento para e-mail ou redes sociais.


6 comentários:

  1. Fantástico!! Obrigada....Beijo Claudia Galvão

    ResponderExcluir
  2. Execelente texto! (y) ♥ A.Xavier

    ResponderExcluir
  3. Gostei tanto de conhecer a obra desse pintor alemão expressionista! A qualidade das informações sobre seus estilos e sua vida dão um boa ideia da sua trajetória artística. Parabéns!

    ResponderExcluir