terça-feira, 30 de outubro de 2018

Análise da pintura “Girl with a Pearl Earring” de Johannes Vermeer

Johannes Vermeer – Girl with a Pearl Earring (Garota com Brinco de Pérola), c. 1665 – óleo sobre madeira – 44,5 x 39 cm – Mauritshuis Museum, Haia, Holanda


Análise da pintura “Girl with a Pearl Earring” de Johannes Vermeer


A “Garota com Brinco de Pérola” é considerada como a Obra-prima de Johannes Vermeer e é conhecida como a “Mona Lisa do Norte” ou “A Mona Lisa Holandesa”. Seu título original era “Garota com Turbante”. A modelo da pintura foi provavelmente a filha mais velha de Vermeer, Maria, que tinha entre 12 e 13 anos quando a pintura foi feita. Seu rosto aparece em outras pinturas de Vermeer. O Dr Benjamin Binstock que leciona História da Arte na Cooper Union em New York escreveu em um de seus livros que em seus estudos de 37 pinturas de Vermeer, concluiu que sua esposa Catharina Vermeer posou como modelo para 12 de suas pinturas, até 1666, quando grávida pela 11° vez, foi substituída por sua filha mais velha, Maria, então com 12 anos, que posou para a tela “Garota com Brinco de Pérola e também para “Garota com o Chapéu Vermelho”, além de outras telas até seus 16 anos, sendo depois substituída por uma de suas irmãs.   

No século XVII, a Holanda experimentou um período de prosperidade artística conhecido como a Era de Ouro Holandesa. Durante esta época, artistas iluminados encontraram inspiração nas técnicas de pintura do Renascimento do Norte, culminando em obras-primas como “A Garota com Brinco de Pérola” de Johannes Vermeer.


Johannes Vermeer – Girl with a Pearl Earring (Garota com Brinco de Pérola), c. 1665 – óleo sobre madeira – 44,5 x 39 cm – Mauritshuis Museum, Haia, Holanda - detalhe


A garota na pintura captura o olhar do espectador. A impressão é que ela se virou para olhar para quem está observando a pintura, com seus olhos grandes e sua boca entreaberta, criando uma atmosfera sensual e misteriosa. A maestria de Vermeer criou um efeito tridimensional. Ele usou aqui, como em muitas outras pinturas, o azul ultramarino, feito com pó de pedra lapis-lazuli, no turbante e também no pescoço da garota, além da ponta do tecido nas costas da garota. Também usou tons escuros de ocre marrom e vermelho, para criar um contraste de luz com o rosto da garota, iluminado por tons creme, pela gola branca de sua roupa e pelo brinco de pérola, enorme e provavelmente artificial. O turbante era algo popular naquela época e lugar.

Embora, na superfície, essa representação pareça ter as características clássicas de um retrato, ela é na verdade conhecida como tronie. Popular durante a Idade de Ouro holandesa, um tronie é uma pintura de um indivíduo destinado a um estudo. Frequentemente, os artistas optavam por retratar esses personagens em roupas exóticas, pois retratar tecidos opulentos lhes permitia exibir suas avançadas técnicas de pintura. Na época em que foi feita, a pintura não obteve sucesso, mas nos dias atuais, essa é uma das mais famosas pinturas do mundo.


Johannes Vermeer – Girl with a Pearl Earring (Garota com Brinco de Pérola), c. 1665 – óleo sobre madeira – 44,5 x 39 cm – Mauritshuis Museum, Haia, Holanda - detalhe


Johannes Vermeer (Delft, 31 de Outubro de 1632 - Delft, 15 de Dezembro de 1675), também conhecido como Vermeer de Delft ou Johannes van der Meer, é o segundo pintor holandês mais famoso e importante do século XVII (um período que é conhecido por Idade de Ouro Holandesa, devido às espantosas conquistas culturais e artísticas do país nessa época), depois de Rembrandt. Os seus quadros são admirados por suas cores, composições inteligentes e brilhante uso da luz. Era filho de um comerciante de artes. Casou-se em 1653 com Catharina Bolenes e teve 15 filhos, dos quais morreram 4 em tenra idade. No mesmo ano juntou-se à guilda de pintores de Saint Lucas. Mais tarde, em 1662 e 1669, foi escolhido para presidir a guilda. Sabe-se que vivia com magros rendimentos como comerciante de arte, e não pela venda dos seus quadros. Só alcançou fama póstuma no século XIX. Conhecem-se hoje muito poucos quadros de Vermeer. Só sobrevivem 35 a 40 trabalhos atribuídos ao pintor.

Esse blog possui mais artigos sobre Vermeer. Clique sobre esses links para ver:







Texto escrito e/ou traduzido e/ou adaptado ©Arteeblog - não copie esse artigo sem autorização desse blog, mas por favor o compartilhe, usando os ícones de compartilhamento para e-mail ou redes sociais. Obrigada.


Nenhum comentário:

Postar um comentário