quarta-feira, 12 de julho de 2017

Aquarela, uma técnica de pintura

John Singer Sargent - In a Levantine Port, c. 1906 – aquarela sobre papel - Brooklyn Museum, New York, USA


Aquarela, uma técnica de pintura


Huang Junbi (1898-1991), Scholar Contemplating Waterfall – tinta e aquarela sobre papel - 56.2 x 34.9 cm – coleção particular


Albrecht Durer - A Young Hare, 1502 – aquarela sobre papel – 25,1 x 22,6 cm - Albertina Museum, Viena, Austria


Aquarela é um método de pintura em que as tintas são feitas de pigmentos suspensos em uma solução à base de água, sendo possível controlar a adição de água a fim de criar uma pintura luminosa ou impactante. Aquarela refere-se tanto ao meio quanto à arte final resultante. As aquarelas são geralmente translúcidas e parecem luminosas porque os pigmentos são colocados de forma pura. O material de suporte tradicional e mais comum ao qual a tinta é aplicada usando a técnica de aquarela é papel. Outros suportes incluem papiros, plásticos, couro, tecido, madeira e tela. O papel de aquarela é geralmente feito inteiramente ou parcialmente com algodão, o que dá uma boa textura e minimiza a distorção quando molhado.


Joseph Mallord William Turner - Caernarvon Castle, 1799 – aquarela e lápis sobre tela – 57 x 82,5 cm – coleção particular


John James Audubon - Plate 21. Mocking Bird – coleção Birds of America, 1827 – 1838 - aquarela


Estima-se que a técnica tenha surgido há cerca de 2000 anos, na China, simultânea ao surgimento do papel e dos pincéis de pelos de coelhos. No Leste Asiático, em pinturas chinesas, coreanas e japonesas, a aquarela tem sido o meio dominante, muitas vezes em preto ou marrom monocromático. Outros países também têm tradições longas de pintura aquarela. A pintura de aquarela é extremamente antiga, e foi usada para ilustração de manuscritos, especialmente na Idade Média europeia. No entanto, sua história contínua como meio de arte começa com o Renascimento. O artista alemão Albrecht Dürer (1471-1528), pintou vários animais selvagens, pinturas botânicas, aquáticas e paisagens, e é considerado entre os primeiros expoentes da aquarela.


Edward Petrovich Hau – “Interiors of The New Hermitage, The Room of the Russian School” – 1855 – aquarela - 30.8 x 37 cm – Hermitage Museum, Saint Petersburg, Russia


Dante Gabriel Rossetti – Morning Music, 1864 – aquarela - Fitzwilliam Museum (University of Cambridge), Cambridge, UK


Paul Cézanne – Self-Portrait, c. 1895 – aquarela – 26 x 22 cm - Sammlung Feilchenfeldt, Zürich, Switzerland


A ilustração botânica e ilustração da vida selvagem talvez formem as tradições mais antigas e mais importantes na pintura aquarela, e atingiu o seu auge no século 19 com artistas como John James Audubon (1785 – 1851), e até os dias atuais, muitos guias de campo naturalistas ainda são ilustrados com aquarelas.


Wassily Kandinsky - Untitled (First Abstract Watercolor), 1910 – aquarela sobre papel – 196 x 188 cm - Georges Pompidou Center, Paris, France


August Macke – “Mit gelber Jacke” – 1913 – aquarela - 29.5 × 44.5 cm - Ulmer Museum, Ulm, Baden-Wurttemberg, Germany


 Paul Signac – Carnival at Nice – giz e aquarela sobre papel - Yale University Art Gallery, UK


Joseph Mallord William Turner (1775-1851), trouxe a pintura aquarela ao mais alto nível de refinamento e criou centenas de magníficas pinturas aquáticas, topográficas, arquitetônicas e mitológicas. Belas paisagens e aquarelas marítimas foram feitas por Paul Signac (1863-1935) e Paul Cézanne (1839-1906). Entre os muitos artistas do século 20 que produziram importantes obras de aquarela, estão Wassily Kandinsky (1866 – 1944), Emil Nolde (1867 – 1956), Paul Klee (1879 – 1940), John Singer Sargent (1856 – 1925), Raoul Dufy (1877 – 1953) e Edward Hopper (1882 – 1967).


Raoul Dufy - Still Life, 1928 – aquarela sobre papel - 67 x 53 cm - Evergreen Museum and Library, Baltimore, Maryland, USA


Edward Hopper - Jo In Wyoming, 1946 – aquarela sobre papel - 35.43 x 50.8 cm - Whitney Museum of American Art - New York, USA

Esse blog possui um artigo sobre essa aquarela. Clique sobre esse link para ver:

Pablo Picasso - "Faun, Horse and Bird" – 1936 - aquarela e tinta sobre papel - 44.2 x 54.4 cm - Musée Picasso, Paris, France  


Assista uma vídeo-aula de pintura com aquarela:




Emil Nolde - Colored Sky above the Marais, c. 1940 – aquarela sobre papel - 45.5 x 35 cm – coleção particular


Texto escrito e/ou traduzido e/ou adaptado ©Arteeblog - não copie esse artigo sem autorização desse blog, mas por favor o compartilhe, usando os ícones de compartilhamento para e-mail ou redes sociais. Obrigada.


Nenhum comentário:

Postar um comentário